Blog Viseu

5 livros que Bill Gates adorou ler em 2016 e recomenda para você

5 livros que Bill Gates adorou ler em 2016 e recomenda para você

Bill Gates diz que nunca se sentiu tão instigado a aprender coisas novas como nos tempos atuais, em que há conteúdo nas mais diversas plataformas possíveis: cursos online, vídeos, podcasts. Mas os livros ainda são a sua fonte preferida de ideias. Leitor voraz, ele conta em seu blog que finaliza em média um título por semana desde que era criança – e que quando não tem espaço na agenda para isso, inventa tempo. O bilionário é daqueles que gostam de compartilhar o conhecimento e vira e mexe indica as obras que ele acha que valem a pena. Nesta semana, Gates elencou suas leituras preferidas deste ano. "Eles [os livros] cobrem um eclético mix de tópicos – de tênis (o esporte) a tênis (o calçado), genômica até liderança", brincou. "Todos são muito bem escritos e me fizeram mergulhar numa toca de coelho de insights e prazeres", completou. São eles:


String Theory, de David Foster Wallace


Publicado em maio deste ano, o livro reúne cinco ensaios do famoso romancista norte-americano David Foster Wallace sobre o tênis. Na publicação póstuma (Wallace morreu em 2008), Wallace "usou a caneta de forma tão habilidosa quanto Roger Federer usa uma raquete de tênis", nas palavras de Gates. O esporte, que o empresário abandonou durantes os anos em que ergueu a Microsoft, é hoje uma de suas paixões, conta. Mas ele garante que não é preciso praticar e nem mesmo sequer assistir partidas de tênis para curtir o livro. "Wallace encontrou maneiras surpreendentes de dobrar a linguagem como uma colher de metal", escreveu o bilionário. O livro, ainda sem tradução para o português, custa cerca de 13 dólares em livrarias online estrangeiras.


A marca da vitória, de Phil Knight


Nesta autobiografia, o cofundador da Nike Phill Knight conta como ergueu uma das marcas mais conhecidas do mundo e os desafios (e concorrentes) que teve de enfrentar para isso. "É um revigorantemente honesto lembrete de como o caminho para um negócio de sucesso realmente é: bagunçado, precário e cheio de enigmas e erros", avaliou Gates. O empresário conta que se encontrou com Knight algumas vezes e que ele sempre foi "super legal", mas quieto e difícil de conhecer. Mas, no livro, "ele se abre de uma maneira que poucos presidentes de empresa estão dispostos a fazer", nas palavras do fundador da Microsoft. "Eu não acho que Knight quer ensinar nada ao leitor. Em vez disso, ele faz algo melhor. Ele conta a história da forma mais honesta que ele consegue. É uma narrativa incrível." O título original do livro é "Shoe Dog" (Cão sapato, em tradução livre). Ele custa a partir de 34,90 reais em livrarias online e foi lançado em abril.


O gene: uma história íntima, de Siddhartha Mukherjee


Publicado em maio, "O gene" discorre sobre como fatores genéticos impactam a vida de uma pessoa, da personalidade aos caminhos que ela escolhe traçar. Seu autor, o oncologista e professor de Columbia Siddhartha Mukherjee, venceu o Prêmio Pulitzer em 2011 com a obra "O imperador de todos os males", sobre o câncer. "Mukherjee nos guia pelo passado, presente e futuro da ciência do genoma, com um foco especial nas enormes questões éticas que as mais recentes e maiores tecnologias desse campo provocam", descreveu Bill Gates. Segundo o empresário, leigos não terão problema em compreender o livro. Mukherjee escolheu uma escrita acessível porque "ele sabe que as novas tecnologias do genoma estão à beira de nos afetar profundamente". O título original do livro é "The Gene". Ele custa a partir de 37,91 reais em livrarias online.


The myth of the strong leader, de Archie Brown

"O mito do líder forte", em tradução livre, foi lançado em 2014. Mas Bill Gates decidiu lê-lo neste ano instigado pela "feroz batalha eleitoral" à presidência dos Estados Unidos. Na obra, o aclamado professor Archie Brow, da Oxford University, desmistifica a ideia de que os líderes fortes, que dominam as pessoas e instituições, são aqueles que mais contribuem para a humanidade, ou os mais admiráveis. "Pelo contrário, eles [os mais bem-sucedidos] tendem a ser os que colaboram, delegam e negociam – e que reconhecem que nenhuma pessoa tem ou poderia ter todas as respostas", conta o fundador da Microsoft. "Brown não poderia ter previsto o quão ressonante seu livro se tornaria em 2016", finalizou. O título custa cerca de 27,00 dólares nas livrarias online estrangeiras.


The Grid, de Gretchen Bakke


O livro "A rede", em tradução livre, foi publicado em julho. Gates deu ao título uma menção honrosa e o enquadrou na categoria "Livros sobre coisas mundanas que na verdade são fascinantes", seu gênero preferido de leitura. O título fala sobre como a rede de eletricidade dos Estados Unidos, um legado do século XX, é hoje obsoleta e precisa de reparos e mudanças profundas para abrir caminho para o uso de outras fontes de energia, como a solar ou a eólica. O empresário conta que se interessou pelo livro porque em seu primeiro emprego, ainda no Ensino Médio, desenvolvia software para uma distribuidora de energia. "Mas mesmo se você nunca parou para pensar em como a eletricidade chega até as lojas, eu acho que esse livro te convenceria de que a rede elétrica é uma das maiores engenharias do mundo moderno", disse. "Acho também que você enxergaria que modernizar a rede é muito complexo e crítico para construir nosso futuro de energia limpa". O livro custa cerca de 20 dólares nas livrarias online estrangeiras.


[via Exame]